Search Placeholder

A Escolha

Chegou a Hora de a América Branca ser Antirracista

Enquanto nosso país estava em choque com o assassinato de George Floyd, um de nossos maiores clientes sentiu uma urgência em fazer alguma coisa e pediu a nossa ajuda. O que poderia ser dito? O que uma marca deveria fazer em um momento como este? Existe alguma coisa que poderíamos fazer ou dizer que poderia ajudar? Fizemos uma parceria com a Cartwright, nossa agência coirmã em Los Angeles, para desenvolver uma mensagem forte e aberta da P&G, a qual realmente poderia criar mudanças. Este assunto não era novidade para a P&G. Eles iniciaram conversas importantes sobre raça com “A Conversa” e “A Aparência”. Conversas que criam compreensão com um grande público convencional. A compreensão leva à empatia. A empatia leva à ação. Mais do que qualquer coisa, precisávamos que esse terceiro levasse as pessoas — muitas pessoas —, além de expressar sentimentos nas redes sociais, a fazer alguma coisa. O filme fala sobre a responsabilidade dos brancos adotarem medidas antirracistas e ajudarem a travar a batalha que os negros não podem vencer sozinhos. Isso não é um caso isolado, mas, sim, parte de um programa contínuo antirracismo chamado “Take on Race”, que está começando com um site de recursos, além de um fundo de US$ 5 milhões para ajudar organizações antirracistas.