Search Placeholder

Natureza Representada

Pela primeira vez, o mundo natural no Equador obteve seus próprios direitos legais com quase 4.000 advogados pelo bem público a bordo.

Os sistemas legais do mundo tratam espécies e ecossistemas como OBJETOS e PROPRIEDADES, gerando a uma economia associada à destruição da natureza. Para combater isso, uma nova Constituição foi aprovada no Equador. Essa constituição se tornou a primeira no mundo a reconhecer os direitos dos ecossistemas de existir, persistir, regenerar e evoluir. No entanto, as empresas multinacionais continuam a desafiar as novas leis para pressionar pelo fraturamento, perfuração e mineração do Equador e dos ecossistemas ´ do planeta. A Sambito, uma organização equatoriana de soluções ambientais, buscou advogados locais e internacionais por meio de uma parceria com a Ordem dos Advogados do Equador e os convidou a alocar suas horas pelo bem público à plataforma Natureza Representada. Essa força de trabalho de advogados pôde escolher entre centenas de ecossistemas e espécies que necessitavam de proteção. Hoje, o Equador tornou-se um grande colaborador dos Objetivos de Desenvolvimento Global de Sustentabilidade das Nações Unidas, em áreas que incluem proteção marinha, redução do desmatamento e emissões de CO2. 3850 advogados doaram mais de US$ 202 milhões em horas extras pelo bem público.