Search Placeholder
DOUG ZANGER, ERIK OSTER, MINDA SMILEY & SARA SPARY | November 12, 2020

WPP funde AKQA e Grey para formar o AKQA Group

É a terceira mudança desse tipo para a holding nos últimos 2 anos

De acordo com um porta-voz da agência, a nova estrutura organizacional entra em vigor hoje, e os funcionários foram informados da fusão hoje cedo. A organização resultante será conhecida como AKQA Group e terá sedes em Londres e Nova Iorque. De acordo com Mark Read, CEO da WPP, a Grey ficará sob a bandeira do AKQA Group e, a partir de agora, manterá seu nome. O CEO da AKQA, Ajaz Ahmed, assumirá a função de CEO, enquanto o CEO da Grey, Michael Houston, se tornará presidente e COO. “Procuramos servir melhor os nossos clientes, integrar a nossa oferta e preparar a nossa empresa para o futuro”, disse Read à Adweek.

Embora ambas as agências tenham escopo global, cada uma traz propostas muito diferentes. A Grey, com mais de um século e Agência do Ano Global de 2015 da Adweek, é percebida como uma agência de publicidade de legado centrado mais na criatividade, enquanto a AKQA é mais conhecida como uma das antecessoras das agências digitais especializadas em serviços e produtos para a web, dispositivos móveis e mídias sociais. Segundo Ahmed, as duas fusões proporcionaram um plano de ação e uma oportunidade de aprendizado, principalmente “vendo o benefício para clientes e pessoas de dentro, tendo acesso a mais oportunidades e a chance de aprender habilidades diferentes”. “A questão é que aprendemos — e isso é um clichê —, mas este é um negócio de contato com pessoas”, acrescentou Houston. “Quando seu pessoal se alinha a uma visão e ambição compartilhada, todo o resto se torna muito mais fácil.” Ele também observou que a pandemia tem aumentado a capacidade das agências de colaborarem de forma mais integrada. A entidade combinada empregará cerca de 6.000 pessoas em mais de 50 países, com uma lista de clientes que a WPP afirma incluir mais da metade dos 20 melhores da Fortune 500. Read observou que ambas as agências são de tamanho semelhante e têm clientes, capacidades e fortes culturas criativas complementares.

Você pode ler o artigo completo aqui